sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A barraca é melhor!



Provérbios 1.22
Para 22 de janeiro de 2010

1.22 – Até quando, ó néscios, amareis a necessidade? E vós, escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós, loucos, aborrecereis o conhecimento?
1.22 – Wie lang noch, ihr Törichten, liebt ihr Betörung, gefällt den Zuchtlosen ihr dreistes Gerede, hassen die Toren Erkenntnis?


Curiosidade: Em 1926 (há 84 anos), Ramon Franco decola da Espanha, Palos de Moguer, num avião batizado de Plus Ultra, rumo à Buenos Aires, onde chega em 10 de fevereiro, após 7 etapas. Os 10.270 km foram transpostos em 60 horas de vôo. O hidroavião encontra-se no museu da cidade de Lujan.

Reflexão: Acostumamos-nos a dizer que vivemos no “tempo da graça”, mas este verso nos chama atenção que a paciência de Deus tem o seu limite. As pessoas sábias, aquelas que estão adquirindo o conhecimento, percebem este chamado, detectam-no no meio dos barulhos do dia-a-dia. É assim que certas atitudes não constroem, não edificam, mas por falta de conhecimento, alguns insistem nas mesmas. Com isso se perde um tempo precioso. Mudar o rumo da história, deixar a maldade e a tolice para trás é a boa mensagem deste verso. Até parece que estamos lendo o Novo Testamento que, sempre de novo, nos adverte para que nos convertamos dos nossos maus caminhos. Vejo a mesmice como um mau caminho. Há grupos cristãos que sempre caminham pelos caminhos já caminhados. Preferem a segurança do telhado estabilizado à aventura da barraca. Agindo assim há pouca mudança, poucos que se agregam à proposta de Deus.

Aprendizado: Não me acostumar com o brilho do que sempre deu certo.
Desafio: Pensar, filosofar, não me adaptar, olhar pro horizonte...
Oração: Pai! Estou com certa idade. Ajuda-me a comer da comida que eu mesmo garimpo a partir da força que me deste. Amém!

Um comentário:

roberto disse...

Seu moço!
Palavras sábias que escreves:"Vejo a mesmice como um mau caminho. Há grupos cristãos que sempre caminham pelos caminhos já caminhados. Preferem a segurança do telhado estabilizado à aventura da barraca".

Neste tempo de Advento é bom lembrarmos que Deus veio acampar no meio de nós!